Saber diferenciar os tipos de papel de parede é muito importante para aqueles que estão se aventurando pelo universo colorido e estiloso da decoração. Isso porque os mínimos detalhes fazem toda diferença na aplicação, no acabamento e no resultado final do processo.

Os papéis de parede têm recebido muita atenção ultimamente, graças à praticidade e as possibilidades de design e decoração que eles oferecem. Em alguns minutos, uma parede simples e sem graça ganha vida, novas formas e contornos – tudo por meio dos papéis de parede.

Toda essa euforia em relação aos novos queridinhos das decorações resultou na criação de uma grande variedade de possibilidades de estampas, modelos e tipos de materiais que os papéis de parede são fabricados.

Por esse motivo, o post dessa semana aqui no blog vem para responder todas as suas dúvidas sobre os principais tipos de papel de parede existentes no mercado:

  • Papel de parede tradicional;
  • Papel de parede adesivo;
  • Papel de parede vinílico; 
  • Papel de parede 3D;
  • Papel de parede texturizado.

Acompanhe a leitura e aprenda a diferenciar as 5 das principais opções disponíveis no mercado. Venha conosco!

Como funciona um papel de parede?

Os papéis de parede são uma alternativa inteligente e muito satisfatória às tradicionais tintas de parede. As principais vantagens desse tipo de material são:

  • Economia de tempo (as tintas demoram muito para secar);
  • Variedade de estampas, texturas e padrões;
  • Durabilidade;
  • Fácil manuseio;
  • São mais fáceis de conservar;
  • Baixa necessidade de manutenção.

O funcionamento é bem simples: trata-se de uma folha feita em material durável – pode ser celulose, vinil, PVC ou outro material –, de comprimento e largura variados, nas quais é aplicada uma cola especial que garante a adesão do material à superfície da parede decorada.

Algumas variações, como falaremos mais adiante, são autocolantes e dispensam qualquer aplicação extra de cola – uma ótima opção para quem deseja praticidade, não é mesmo?

Uma vez que o papel é fixado, com os cuidados adequados, ele pode enfeitar sua parede e trazer vida ao ambiente por um longo tempo: em média, cerca de 10 anos!

5 modelos de papel de parede – entenda as diferenças!

1. Papel de parede tradicional

Quando os papéis de paredes não recebiam tanta atenção dos entusiastas da decoração de interiores, esse era basicamente o único tipo disponível à venda no mercado – por isso o nome “tradicional”.

Esse modelo é feito em celulose, o mesmo material que o papel comum. Inclusive, você sabia que esse é o motivo de os papéis de parede terem esse nome? Muito interessante, não acha?!

A opção tradicional demanda um pouco mais de cuidados na hora da instalação: recomendamos que ela seja feita por um profissional especializado, para que situações desagradáveis sejam evitadas – afinal, ninguém quer ter sua parede decorada com um papel torto, com bolhas ou enrugado.

Se tudo der certo, o resultado não deixa de ser encantador, sobretudo porque, embora sejam tipos mais antigos de papel de parede, as opções tradicionais não deixam a desejar no quesito beleza!

2. Papel de parede adesivo

A partir do momento que mais e mais pessoas foram se encantando com as possibilidades de acabamento dos papéis de parede, novos tipos foram surgindo como parte da evolução dos primeiros modelos.

É o caso dos papéis de paredes adesivos que, hoje em dia, são os queridinhos de todo mundo! Graças à facilidade na aplicação – feita sem a necessidade de um profissional – e aos riscos mínimos de danos às paredes, os modelos adesivos caíram no gosto popular, e com razão!

Esse tipo de papel de parede é autocolante, o que significa que eles já vêm de fábrica com uma camada adesiva no verso: basta tirar as medidas, retirar a proteção do adesivo e colar. Não acredita? Já demos ótimas dicas de instalação aqui no blog.

Para os que desejam toda a beleza e elegância dos papéis de paredes tradicionais, mas com um toque de modernidade e praticidade, considere investir em um papel de parede do tipo adesivo.

3. Papel de parede vinílico

Os papéis de parede vinílicos também são feitos de celulose, como os outros tipos de papel de parede, mas possuem características específicas que os fazem ser considerados um tipo específico de produto.

O principal diferencial desse tipo de papel de parede é o acabamento que, nos modelos vinílicos, é reforçado com uma camada extra de material resistente e impermeável – o poliacrilato de vinila (PVC).

Por esse motivo, esse tipo de papel de parede é muito mais resistente e fácil de limpar que os modelos tradicionais e o modelo adesivo comum, chamado de vinilizado, o que garante ao produto mesclar o melhor do bom gosto com o melhor da resistência e da impermeabilidade!

4. Papel de parede 3D

papel de parede 3d para sala

Esse é para quem gosta de um ambiente mais moderno e conceitual, com inspirações geométricas e até ilusões de ótica. Os papéis de parede 3D simulam texturas tridimensionais, dando a impressão de movimento e profundidade às estampas desse tipo.

Eles têm efeito semelhante ao do revestimento, mas com a facilidade que somente o papel apresenta. Perfeito para quem ama decoração e praticidade!

5. Papel de parede texturizado

papel de parede texturizado RJ madeira country

O último tipo de papel de parede na nossa lista são os texturizados, muito parecidos com os modelos 3D, mas oferecem ainda mais alternativas de acabamentos e decoração para ambientes.

Tudo isso porque, ao contrário dos papéis de parede 3D – que criam a ilusão ótica de textura, mas são planos –, os modelos texturizados imitam a sensação física da textura escolhida, de forma que é possível senti-la na superfície do papel.

Dentre as opções texturas possíveis com esse modelo de papel de parede, têm destaque as aveludadas, rugosas, ásperas e acetinadas. No entanto, as opções não param por aí: existem texturas para todos os gostos!

Em que ambientes podem ser aplicados?

Justamente por serem extremamente práticos, os papéis de paredes se adaptam a praticamente toda decoração de ambiente e, por isso, basicamente todo cômodo da casa que precisa de um toque a mais no décor pode receber a aplicação.

Uma dica importante é se atentar ao tipo, pois cada um se encaixa melhor a determinadas condições. Os adesivos, por exemplo, são ótimos para banheiros e lavabos, uma vez que são de PVC e impermeáveis.

Os texturizados são ótimos para ambientes como a sala de estar ou corredores, por serem cômodos que não recebem muita luz solar, que pode danificar os materiais de algumas texturas.

De forma geral, em caso de dúvidas, opte pelos modelos adesivos – são os que melhor se adaptam aos diferentes tipos de ambiente, além de serem muito práticos e totalmente lindos!

Gostou das nossas dicas? Agora que você já sabe tudo sobre os principais tipos de papel de parede, o que acha de aprender como escolher o modelo ideal

Não deixe, também, de acompanhar o nosso blog para receber atualizações e novidades semanais. Até a próxima!