Somos bombardeados por estímulos o tempo todo, como a explosão de cores e temas que chamam nossa atenção. A filosofia das cores sempre serviu a diferentes propósitos, e a decoração certamente é um dos mais nobres e divertidos. Conhecer a influência das cores sobre nossos sentimentos é uma ferramenta importante para decorar com cada vez mais propriedade!

Entendendo mais sobre como as cores funcionam

Como você sabe, a influência das cores com referência à tecnologia e especialmente ao marketing é mais que real. Esse é um dos setores que mais explora esses efeitos para gerar conversão e temas com apelo emocional ao público.

Mas a filosofia das cores vai muito mais além e têm impactos grandes especialmente sobre nosso ambiente. Já notou como o tom branco dá aquele sentimento de limpeza nos hospitais, o amarelo está muito presente nos restaurantes, o vermelho nas academias e tantos outros padrões costumam se repetir em certos estabelecimentos? Isso também não é à toa.

No ambiente doméstico não poderia ser diferente, não é mesmo? Escolher a tonalidade dos móveis, dos artigos decorativos e do papel de parede é essencial para traduzirmos sentimentos para os mais diversos cômodos do nosso lar. Se você quer escolher cores e temas produtivos para a sua casa, vale a pena conferir nossa lista:

Branco

Comum em hospitais, lugares relacionados à saúde e também em escolas e escritórios, além da sensação de assepsia e pureza, também é ótimo para a concentração, aumentando a incidência da luz do dia, ótimo para ajudar a nos manter despertos.

Mais do que isso, o branco também é uma cor que dá um efeito de amplitude, fazendo tudo parecer um pouco maior. É uma ótima tática para apartamentos pequenos, por exemplo.

Azul

O azul inspira a serenidade, a confiança, é muito ligada a ambientes de suporte psicológico, consultorias e áreas de treinamento, seja em auto-escolas ou unidades esportivas.

Por ser uma cor primária e profunda, o azul tradicional pode enjoar e causar certa melancolia, por isso evite um ambiente todo azul. Geralmente é usado em tons bem mais claros, perto dos tons pastéis, que trazem mais relaxamento e são ótimos para quartos de bebês e adolescentes.

Amarelo

Uma cor intensa e radiante, a influência das tonalidades de amarelo variam muito; o amarelo mais profundo está muito relacionado ao otimismo, empolgação, e está diretamente ligada a áreas como a sala de jantar, por estimular o apetite.

Já os tons mais pastéis são perfeitos para quartos, especialmente de bebês. Toda a paleta de tons pastéis pode ser útil para estimular o relaxamento dos bebês.

Preto

É uma cor que indica sofisticação. Está bastante ligado a detalhes e à distinção. É pouco recomendada para as paredes por reter mais calor e dar pouca propagação da luz, mas é uma das melhores cores para detalhamentos.

Laranja

Ligada ao dinamismo, ao sistema de recompensa do cérebro, é uma ótima cor para áreas de recreação. Uma parede laranja no escritório, por exemplo, pode dar aquele up nos trabalhos.

Roxo

Ligado à curiosidade e à criatividade, pode ser um pouco enjoativa quando em excesso, mas experimente ter essa cor em uma das paredes naquele cantinho de leitura, vai te ajudar a ter grandes ideias!

Marrom

Inspira honestidade, simplicidade, coisas tradicionais. Em tons mais claros se torna uma ótima opção para salas de estar, ambientes de espera, barbearias e halls.

Como escolher as cores

É importante haver um equilíbrio, especialmente ao escolher cores muito profundas e primárias, como azul, amarelo e vermelho. Além de causarem desconforto visual quando em excesso, podem causar sentimentos descompensados. O ideal é ter um balanceamento entre cores neutras e primárias, formando uma paleta com temas.

O melhor jeito de misturar bem os tons é escolhendo um papel de parede, assim você encontra diversas artes e misturas com um custo acessível e de fácil aplicação.

Além das cores, as formas, técnicas e estampas também têm uma influência sobre nós.

Escolhendo cores para a sala

A sala é um ambiente de convívio e relaxamento, onde costumamos passar um bom tempo das nossas horas livres. Aposte nos tons neutros mais clássicos, como o marrom e o bege e decore com pequenas faixas na cor branca ou detalhes em preto.

Colorindo os quartos

Para os bebês, dê prioridade aos tons pastéis e complemente com decorações infantis, personagens de ilustrações ou  faixas border, que dão bastante discrição e charme para o ambiente.

Já as crianças mais crescidas vão adorar as cores mais primárias e vivas, pois são enérgicas. Escolha temas infantis criativos, com figuras que eles gostem.

No quarto dos adolescentes é interessante ir aplicando cores mais relaxantes, por isso, aposte em pôsteres e composições que possam mudar do jeito deles conforme mudam a própria personalidade.

Para os adultos, tudo aquilo que convida ao relaxamento é bem vindo. O laranja suave, tons sépia, papéis de parede com padrões abstratos. Se for investir em uma parede monocromática, que tal usar na parede da cabeceira? Assim você corre menos riscos de enjoar daquela cor e aproveita sua influência.

Para a cozinha

A cozinha e a sala de jantar são ambientes de descontração e satisfação. O amarelo cai muitíssimo bem, especialmente se combinado com luzes com tom mais âmbar. Na rodabanca, aposte em papéis de parede azulejados, para criar aquele tema mais clássico.

Banheiro

Apesar de o branco ser uma boa cor para o banheiro, você pode apostar em tons neutros em geral ou efeitos delicados que remetem ao relaxamento, como os temas florais e arabescos.

Sua casa vai ser um lugar novo depois de mexer na influência das cores, que vão dar um upgrade ideal para as atividades que você faz em cada cômodo. Aproveite para conhecer muitas outras dicas de decoração com a Papel na Parede, é só acompanhar nossas atualizações!