Se você deseja inovar o seu ambiente de trabalho ou a decoração da sua casa, o papel de parede é sem dúvidas a opção para isso! No entanto, a hora de retirá-lo é importantíssima, nesse post você vai aprender como tirar o papel  sem perder o produto ou danificar a parede! 

Sabemos que papéis modernos possuem opções completamente diversificadas, que podem espelhar a personalidade do dono da casa e fazer de qualquer ambiente um lar acolhedor. 

Apesar de serem bem antigos e até mesmo terem caído em desuso por um tempo, os papéis na parede retornaram com tudo, cada vez mais presentes nos lares e com uma porção de tipos e estampas disponíveis no universo da decoração, eles estão com tudo!

Ao escolher entre reformar uma casa por completo e passar por todo um desgaste que a obra proporciona, muitos não estão dispostos, além do custo ser expressivo. Por isso, os decorativos na parede são tão escolhidos.

Práticos e sem muita exigência em mão de obra, eles proporcionam uma mudança e tanto, porém, essa facilidade toda apresenta alguns pontos essenciais: a durabilidade não é eterna, então, em um determinado ponto ele poderá descascar, ficar descolado ou danificar a cor. 

Para garantir que isso demore a acontecer, é necessário investir em um produto de alta qualidade, que realmente atenda as necessidades do seu espaço e apresenta uma resistência maior que a mais comum disponível no mercado.

E não só isso, pode ser também que um dia você se mude de casa, mude de estilo e queira se reinventar, ou então, os filhos cresçam e optem por redecorar o quarto com novas preferências e gostos, com certeza, você pode estar pensando: e agora, o que fazer? 

A grande questão é: pode remover um papel de parede sem danificar tanto a parede, quanto o papel? E mais, é possível colocar no lugar outro papel de parede? Continue a leitura, nós criamos um passo a passo prático para você entenda como executar a remoção pode ser mais simples do que você pensa.

Entenda qual é o tipo de material utilizado

Ter a ciência do material utilizado na fabricação do papel colante é fundamental para retirar os adesivos decorativos. Isso se dá porque quando se sabe o modelo de cada um, é mais fácil entender como proceder com o processo de remoção.  

Nesse caso, estamos falando dos papéis de parede autocolantes, revestidos de vinil.  As técnicas que ensinaremos aqui funcionam tanto para os impermeáveis quanto para os removíveis. 

Entenda o tipo da parede

Outro fator a se considerar é o tipo da sua parede. É ideal ter essa informação para não cometer nenhum erro ao remover o seu decorativo. As paredes podem ser de gesso, comum ou de alvenaria. 

Descubra qual o tipo de papel de parede você possui em casa seguindo esse informativo: 

  • Paredes de gesso – O gesso é mais resistente à água e é um pouco mais consolidado do que a maioria dos outros materiais. 
  • Paredes de alvenaria – A alvenaria é a parede mais comum, produzida com os produtos tradicionais de construção, são eles: cimento, concreto ou tijolos. 
  • Paredes de Drywall – O drywall é aquele gesso acartonado, isso significa que ele é coberto com alguma espécie de papel.

Posso eu mesmo remover o papel de parede?

Muitas vezes, na ânsia de tirar tudo o mais rápido possível, a pessoa acaba puxando desmedidamente o autocolante da parede, sem nenhum direcionamento. NÃO FAÇA! 

Causar mais problemas não é o que você procura, não é mesmo? Essa prática pode comprometer a tintura e até mesmo danificar a parede. Ao invés de economizar pode acabar gastar um pouco mais consertando todo o estrago. 

Bom, definitivamente você já sabe o que não fazer, podemos partir para o principal desse post: como remover o papel de parede autocolante sem medo. Podemos começar?  

  1. Primeiro e crucial passo: Identifique onde está a ponta do adesivo com o auxílio de um estilete ou com a unha mesmo, você decide!  
  2. Em seguida, puxe a pontinha do papel, minuciosamente. Pegue um secador de cabelo e aqueça a área onde irá puxar o material, sem ser com muita intensidade, ou, na falta de um vento quente, uma mistura de água quente com amaciante na proporção de metade metade também dá certo. Conte com o auxílio de uma espátula.  
  3. Evite puxar a ponta do papel em direção ao seu peito, isso pode danificar a parede. Sendo assim, puxe na direção contrária, para baixo, certificando-se de que o papel estará bem rente a parede, para que a força seja uniforme. Em seguida,  o revestimento irá se soltar com tranquilidade, semelhante a um adesivo mesmo, e muito provavelmente não irá deixar pedaços. Bem tranquilo, não é mesmo? 
  4. Pode acontecer de ficar alguns resquícios de cola na parede, não entre em pânico, passe um pano morno e úmido com detergente neutro nesses ambientes e logo, logo terá saído tudo!

Importante: Em paredes de gesso ou drywall não use líquido ou detergente diretamente. É por isso a importante citada lá em cima, de saber qual a sua parede para após a remoção não estragá-la ao retirar a cola. Para esses materiais de gesso ou drywall, use a espátula para fazer a raspagem dos restos do colante. Só tome cuidado para não machucar as mãos, ok?

Agora você está capacitado para uma remoção eficiente do seu papel de parede, podendo assim começar a pensar qual será a próxima inspiração. A Papel Na Parede possui uma grande versatilidade nos modelos de papel de parede, um mais lindo e conceituado que o outro, vale a pena conferir! 

Ah, ao remover um papel antigo é totalmente possível aplicar um novo papel ou até mesmo uma tintura, é só preparar direitinho a sua parede. Continue nos acompanhando para não perder nenhuma das nossas dicas!