Para muitos, a decoração está além da organização dos itens e da criação de um ambiente esteticamente agradável. Quem pensa assim, conta com um grande apoio dos sábios chineses, que usam o Feng Shui, a milenar arte do equilíbrio, para manter a harmonia em diferentes ambientes.

E quando o assunto é escolher um papel de parede para decorar o local, seja ele um ambiente doméstico ou até mesmo algum setor de um empreendimento, recorrer ao Feng Shui é uma prática que garante ao decorador uma base sólida de como combinar os itens, desde a escolha das cores até as posições de cada elemento no recinto.

O que é o Feng Shui?

O termo tem como origem a língua chinesa. Isso é importante para compreender que seu significado tem como base os ideogramas utilizados na língua, onde cada uma das palavras pode ser entendida, literalmente, como vento e água. Tal significado se dá, na verdade, por uma associação que a língua faz com o som desses elementos, sendo que, em chinês, a pronúncia correta seria algo próximo a ‘fon suei’. Sendo “fon” o som do vento e “suei” o som da água.

Para alguns, o Feng Shui é uma arte, para outros, é tratado como uma ciência. Seja qual for a definição, a verdade é que as práticas envolvidas nele utilizam como base a relação do Yn e Yang, onde as influências positivas e negativas são trabalhadas para resultar em benefícios para as pessoas; e também com grande influência dos cinco elementos, que, na cultura chinesa são: madeira, fogo, terra, água e metal.

feng shuiEm termos mais práticos, os praticantes do Feng Shui acreditam que, por todos os lugares, há linhas de energia que transitam constantemente, resultantes da energia “espiritual” dos elementos presentes no planeta. Essas energias seriam trabalhadas para que um equilíbrio entre elas seja alcançado, tornando mais harmonioso o ambiente onde as pessoas estão.

Os benefícios e características do Feng Shui

Segundo os especialistas nessas técnicas, os benefícios do Feng Shui podem ser sentidos e percebidos em diferentes áreas da vida, como no relacionamento entre as pessoas presentes no ambiente, diminuindo desavenças, ou até mesmo na prosperidade dessas pessoas, podendo resultar em novas oportunidades de negócio.

Para os praticantes, os resultados das técnicas podem ser percebidos de imediato, entretanto, é importante que as pessoas que se iniciam nessas práticas tenham a ciência de que o Feng Shui não pode ser considerado como principal “solucionador” de problemas, mas sim como um conjunto de iniciativas que beneficiam e auxiliam aqueles que a seguem.

Vale ressaltar, também, que o Feng Shui é considerado importante não apenas na decoração e disposição dos móveis em um ambiente, mas seu trabalho completo começa desde a escolha de uma local e também da própria construção do imóvel.

Neste caso, a aplicação do Feng Shui se limita aos itens de decoração e de como alguns elementos podem combinar e conversar com outros seguindo os preceitos da arte (ou ciência). De modo até mais específico, quem está no processo de mudança da casa e está em busca de um papel de parede para renovar o ambiente, pode se apoiar nas orientações do Feng Shui para uma fazer uma escolha que não seja apenas bonita, mas também funcional.

Começando a aplicar o Feng Shui com as cores do papel de parede

O primeiro quesito para realizar a escolha do papel de parede está na cor. Segundo a arte chinesa, as cores possuem poderes que influenciam diretamente na intensidade das forças presentes em um ambiente. Para compreender a escolha das cores, é necessário conhecer o concito pelo qual os chineses entendem a divisão das cores.

Como tudo é baseado no Yn e Yang, as cores são divididas em Yn: representado pela noite, pelo feminino, pela terra e pela passividade; enquanto o Yang: representado pelo dia, pelo masculino, pelo céu e pela atividade. Isso resulta na divisão das cores azul (paz e tranquilidade), preto (seriedade), roxo (transformação e mudanças) e verde (reflexão e realização) como elementos que ressaltam a feminilidade e proporcionam tranquilidade ao ambiente, enquanto as cores mais quentes como amarelo (alegria), laranja (sociabilidade e calor humano) e vermelho (ousadia e relacionamento) tornam o ambiente mais quente e agitado.

O papel de parede na decoração segundo o Feng Shui

Os papeis de parede podem ser considerados o elemento que mais “predomina” em um ambiente quando se trata de escolher uma cor. Seja o modelo feito de uma cor sólida, seja ele com preenchimentos e formas que o caracterizem, seus tons predominantes enchem o ambiente e, geralmente, ainda ditam para que outros elementos combinem com ele.

Ciente disso, é importante escolher o tom certo do papel de parede de acordo com a intenção e com a energia resultante de cada uma das cores.

Agora que você já sabe o princípio básico para escolher seu papel de parede com as energias certas, acesso a loja da Papel na Parede e encontre o modelo certo para decorar seu ambiente e melhorar ainda mais as vibrações do local.

VEJA TAMBÉM!

Como escolher o papel de parede para quarto de casal

Papel de parede é essencial para decorar ambientes pequenos

Adesivo azulejo é opção simples e elegante para renovar ambiente