SOBRE PAPEL DE PAREDE

Cola para papel de parede: aprenda como utilizar!

Por 9 de julho de 2021 Sem comentários

Cola para papel de parede: aprenda como utilizar com a Papel na Parede!

A escolha do papel de parede que mais tenha a ver com a nossa personalidade é algo super divertido. Contudo, a parte da aplicação pode gerar algumas dúvidas. Como assim? Muitas pessoas se perguntam sobre a maneira adequada de fazer a instalação, se é necessário o uso de espátulas e qual o tipo de cola ideal.

Você não sabe como escolher a cola certa para papel de parede? Sem problemas! Aqui no blog nós apresentamos os modelos mais procurados do mercado e te ajudamos a entender sobre como fazer a aplicação de maneira correta – sem gerar bolhas o rugas!

Continue fazendo a leitura e acompanhe na sequência!

Tipos de cola para papel de parede!

Apesar de aparentar uma alternativa promissora, a cola branca não é indicada para essa função. Dizemos isso pois, mesmo funcionando no momento da colagem, com o passar do tempo ela pode acabar perdendo a funcionalidade, além de gerar danos a estrutura da parede quando necessária a retirada.

Nesse caso, o melhor a fazer é apostar em colas específicas para papel de parede. Mais eficientes que a cola branca, algumas opções apresentam características antibactericida e antifungicida, muito importante para manter a estrutura longe da ação de microorganismos propagadores de doenças e mal cheiro.

Com isso, trouxemos dois exemplos mais procurados por quem deseja ilustrar a parede com uma nova cara dotada de personalidade. Que tal continuar a leitura e conferir as características de cada um? Veja abaixo:

Cola em Pó

C.M.C é a sigla para Carbox Metil Celulose, e é a versão mais usada para fazer a colagem de papéis de parede. Em pó, a matéria prima desse produto também pode ser encontrada na culinária, o que significa que ela não é tóxica. Sem cheiro e cor, a cola em pós C.M.C pode ser usada sem riscos à saúde.

Pode ser encontrada em versões para um rolo, quatro rolos, oito rolos ou quarenta rolos. Além disso, possuem ótimo custo benefício, pois rendem bem e garantem uma aplicação sem risco de o papel descolar com o passar do tempo.

Para usá-la é necessário a adicionar água e deixar a mistura “descansando” por pelo menos quarenta e cinco minutos. Tendo passado o tempo de espera, é possível aplicá-la sem dificuldade. Ah, um detalhe muito importante: ao final ela precisa apresentar um aspecto de gel transparente.

Após elaboração da mistura, é preciso fazer uso em até quarenta e oito horas e mantê-la guardada em recipiente fechado – sem contato nenhum com o ar. Depois disso, ela torna-se pouco colante e não será mais eficiente em manter o papel na parede.

Outro detalhe importante de ser mencionado é que ela é ideal para papéis vínicos, com média gramatura e em um espaço de até três metros! Preste bastante atenção a esses detalhes, tudo bem?

Cola em Gel

Também conhecida como cola REV, esse modelo é indicado para colagem de papéis vinílicos com gramatura maior e em paredes com mais de três metros. Diferente do modelo anterior, nessa não é preciso a etapa de preparo, pois ela vem pronta para uso – sendo somente necessário acrescentar água.

Além disso, ela também possui como característica alta ação antimofo e antibactérias, contudo isso não permite a aplicação em parede com histórico de umidade. Aliás, mesmo a opção anterior não deve ser usada em superfícies úmidas.

O ideal é identificar o problema que está causando a umidade, tratar o espaço e esperar até que ele esteja pronto para receber demais aplicações. Após isso, é possível usar as duas colas com tranquilidade de que não perderão propriedade com o passar do tempo.

Vendida em potes com opção de um quilo, quatro quilos e vinte quilos, ela é uma ótima opção para quem deseja um serviço mais otimizado e rápido. Como é bastante grossa, deve ser diluída em até 15% de água. O que isso quer dizer? Veja vem, para cada um quilo de cola, você deve adicionar cento e cinquenta mililitros de água. Conseguiu entender?

Com um prazo de validade maior que a anterior, após aberta a cola em gel precisa ser consumida em até sete dias. Isso quer dizer que – após uma semana – é preciso fazer o descarte do produto, pois ele não possui mais aderência independente do tipo de papel de parede.

Em relação ao custo benefício, ela é considera um pouco mais cara que a opção anterior, pois pode ser aplicada assim que aberta. Diante disso, é considerado que quinhentos gramas podem cobrir até cinco metros quadrados.

Por isso, se considerarmos o padrão de papel de parede vendido – 9,50 metros por 53 centímetros – serão necessários ao menos quinhentos gramas por rolo.

Como colar papel de parede?

Se com a cola em pó ou em gel, é preciso estabelecer alguns processos para garantir que a colagem do seu papel de parede aconteça de maneira efetiva. Por isso, você irá precisar de alguns instrumentos importantes

  • Recipiente para diluição;
  • Escada para aplicação;
  • Trena para medidas precisas;
  • Rolo ou brocha específicos para pintura de paredes;
  • Estrile, tesouro ou objeto que corte com eficiência
  • Espátula para deixar o papel sem bolhas e rugas;
  • Pano ou esponja para eliminar marcas de dedos ou sujeiras.

Antes de aplicar a cola, o primeiro passo é cuidar para que a parede esteja bem limpa e livre de ondulações. Além disso, é aconselhado passar uma demão de tinta branca, para que ajudar a grudar o material de forma mais eficiente. Você também pode usar outras cores de tinta, desde que ela não cause diferença nos tons do papel.

Após isso, meça o tamanho do papel com relação ao espaço da parede. Para isso, o cálculo deve ser feito considerando rodapé, janelas e demais obstáculos, como tomadas e interruptores. Para modelos estampados, lembre-se de fazer com que os desenhos se encontrem e formem um aspecto harmônico e único – ou seja? Sem haver desnível entre uma figura e outra!

Finalmente, passe a cola no papel de parede! É isso mesmo, a cola deve ser aplicada no material e não na parede. Para isso, use pincéis ou rolos para pintura. Além de ajudar a evitar sujeira, eles também garantem que a cola seja aplicada de maneira uniforme!

Tendo feito isso, agora é preciso posicionar o papel na parede. É nesse momento que você deverá fazer uso da escada e espátula. A primeira te ajuda a posicionar o material niveladamente, já a segunda permite que ele fique liso, sem bolhas ou enrugamentos. Ah, lembre-se de retirar as sobras que porventura ficarem, assim como os espaços para tomadas e interruptores.

Viu só como é fácil? Agora espere a cola secar completamente e comece a decorar a parede com quadros e demais artigos decorativos que julgar interessante para a proposta!

Aliás, caso você tenha um papel de parede já aplicado aí e deseja retirá-lo para colocar um novo, aqui mesmo no blog nós temos um post que pode te ajudar! Confira!

Sabe esse conteúdo que você acabou de ler? Aqui, no blog da Papel na Parede, você conhece semanalmente muitos outros como esse! Continue por aqui e confira muito mais de nossas atualizações sobre tendências decorativas, novidades em papel de parede e muito mais!

Ah, inclusive temos um conteúdo que pode ser bem interessante, viu? Dê uma passadinha no nosso post sobre como aplicar papel de parede em azulejos e garantir uma estética super autêntica! Te espero lá, viu?